A segunda-Feira mais esperada do ano.

E tinha tudo para ser uma segunda-feira normal…
O Transito, a falta de dinheiro, as pessoas amaçadas no busão…
Uma segunda como muitas segundas que a gente acorda e reclama só porque é segunda. Reclamamos tanto da segunda sem nem pensarmos que o problema não é o dia da semana em si, e sim tudo o que a gente é obrigado a aturar todos os dias em nossas cidades, estados (e até países) só porque as semanas começam sempre iguais.

Eis que a segunda-feira acorda revoltada “vá reclamar com quem tem culpa meus senhores!” Pobre segunda-feira, revoltadinha ela é?!
Tinha tudo para ser uma segunda-feira normal, já que o normal era aceitar as migalhas para não morrer de fome e fechar os olhos para não ver quem não recebe nem migalhas. O normal era se encaixar da melhor forma possível no ônibus para que coubesse mais um irmão que fosse trabalhar, e ao mesmo tempo cuidar de suas coisas para que outro não levasse sua carteira.E tudo isso por um precinho camarada de R$ 3,20!

Por muitos anos o normal foi se tornando insustentável e fazendo de muitos de nós assassinos, ladrões, políticos… E calados, continuávamos a acordar todas as segundas-feiras… a reclamar todas as segundas-feiras… a sobreviver todas as segundas-feiras… SOBREVIVER, porque “Viver” já não era mais o normal…
Mas houve um dia em que a segunda se deu conta do que o normal e o anormal ruim tinham invertido os papéis e resolveu fazer um alarde e chamar toda a população para colocar as coisas no lugar…Alguém ouviu, muitos ouviram…

Então uma nova história começou a ser escrita! 
Vamos escreve-la hoje… 

E depois de tantos anos ouvindo… a segunda-feira acha que… “Hoje é um novo dia de um novo tempo que começou” !!!

Suh Mattos.

Bom dia Segunda-Feira!