Naquela casa, a…

Naquela casa, a janela aberta

Uma menina na janela, aberta

O sol entrava pela janela aberta

 

Com o coração na mão

Esperava a volta de alguém

Da janela

Aberta!

 

O tempo passa…

 

E a menina de coração aberto

Se pergunta o por que de tanta espera

Tanto sofrimento

Tanta angústia

Tanta dor

 

Se foi embora e não mais voltou

É porque voltar não adiantaria

O mundo gira pra frente

A poesia se constrói sempre da primeira linha

A vida segue seu curso

 

E o tempo passa!