Andei pensando…

Eu não quero viver de pressa, passar por pessoas na rua e não olhar os rostos

amar e não olhar nos olhos

Não quero respirar pra viver e nem ao menos chegar a sentir o ar

me afogar em lágrimas e nem saber o porque

Não! Eu não quero perder os detalhes bonitos do mundo por achar que estão perdidos num mundo que não presta mais

É diferente o sair e enxergar os sorrisos, perceber o bom dia

sentir o beijo e o arrepio com calma

e o palpitar dos corações.

Beber mais um gole e pirar

Quero cada gota

E de chuva e de lágrima e de meu suor ganhando a vida mas sem perder o tempo de achar que estamos perdendo tempo não fazendo nada por aqui.

Quero o não fazer nada e só observar. Em paz.

Ouvir a musica e dançar

Parei pra pensar e quero viver.

 

 

 

 

 

 

Pedaços!

Image

(fonte: enchanted doll site)

As coisas mais belas não podemos tocar

Se pudéssemos, destruiríamos

Com toda a força do nosso sentimento

Incontrolável.

Medo incontrolável

 

Sufocando amores

Perdendo sabores em desilusões inexistentes

Que são criadas e sobrevivem só no fundo de nossas mentes.

 

Corações

Bobos, inventores de imagens

Que se tornam reais só com outros corações inventores.

Sonhos compartilhados

Mundos que se constroem juntos

 

Pedaços da gente espalhados por aí

Corações, mentes espíritos que se ligam formando sonhos vivos

E que buscam formas físicas de existir

E são essas as mais comuns,

Paixões traduzidas em musicas

Vidas traduzidas em poesias

 

Junto meus pedaços e faço da minha rotina uma dança

Quero ver tudo em imagens microscopias

Câmera lenta

Pra não perder as pequenas coisas

Que dizem sempre serem as mais importantes!

Dear Diary

 Image

     Sabe aquele momento que te suspende do chão e te surpreende com uma tempestade de sensações misturadas, vindas de todos os lados ao mesmo tempo, te tirando do chão e te jogando num mundo paralelo?!

“Mundo paralelo”

 Eu adoro essa expressão, é o como eu me sinto muitas vezes, e gosto! Como se estivesse num lugar irreal, vivendo coisas irreais, sem classificações ou condenações, num “tempo fora do tempo”.

Também adoro isso de “tempo fora do tempo” acho que explica bem, mas será que existe? Pra mim existe.

 Adoro quando acontece, espero por isso e muitas vezes sinto falta, vou ficando por aqui, vivendo a rotina, aguardando e me guardando, quase sufocando, e então como uma espécie de milagre, quando não estou mais aguentando um desses momentos acontecem… Eles são provocados por uma sorte de motivos diferentes, não sei bem ao certo qual é o mais forte, talvez seja o conjunto.

 O fato é que me apaixono muito, por pessoas, lugares, histórias, tudo isso me tira o fôlego e a melhor parte é que sempre tem uma trilha sonora. Como num filme, tudo se mistura, coisas loucas acontecem e eu sobrevivo a tudo, querendo sempre mais. 

 Pensando em tudo isso, é quase como viver duas vidas, esses momentos vem, me enlouquecem, passam…

 E eu vivo o outro lado meu, até a chegada de um outro momento, pra me jogar de novo num mundo paralelo em um tempo fora do tempo.

 

Aguardo ansiosamente!